O primeiro Moleskine a gente nunca esquece

Meu último sketchbook havia acabado na sexta ou quinta-feira passada e eu estava impaciente pra comprar um novo.

Procurei na Companhia do Papel; e eles estão sem previsão de receber o Winsor&Newton tamanho A5. Pesquisei no Mercado Livre: muito caro! Uns handmade: caros e eu não conhecia a qualidade de perto.

Lembrei de uns que sempre tem na Livraria Cultura. Papel mais vagabundo, mas daria pro gasto, já que eu não sabia quando chegaria os W&N. Então fiz uma pesquisa rápida e dei de cara com um Moleskine. Sempre quis comprar um, mas ou estava caro demais [mesmo no Mercado Livre] ou não entragavam no Brasil.

Comprei um na segunda e me entregaram ontem. Beleza. Lindo. O papel na gramatura ideal, bolso por dentro da contracapa.

Perfeito!

Tratei de desenhar alguma coisa pra abertura.

Agora vamos enchê-lo.

Anúncios

5 respostas em “O primeiro Moleskine a gente nunca esquece

  1. Barros, eu queria saber por quanto sairia, por alto — NÃO, POR ALTO, NÃO — por baixo, uma encomenda de um desenho desse tipo num sketch book idêntico que eu estou pensando em comprar. O mesmo tipo de arte, mas com a minha direção Why not. Um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s